Suplemento de vitaminas, devo consumir?

Hey Sweety!

 

Que atire a primeira pedra quem nunca pensou em comprar uma “vitamina” na farmácia por achar que está “fraco” ou com a “imunidade baixa”, não é?!

Sim, de fato as vitaminas exercem papéis essenciais para o nosso organismo, mas será que simplesmente comprar qualquer complexo vitamínico pode resolver todos os nossos problemas?

Primeiro de tudo, vamos entender o que são as vitaminas:

“São uma classe de compostos orgânicos complexos encontrada em pequenas quantidades na maioria dos alimentos. São essenciais para o bom funcionamento de muitos processos fisiológicos do corpo humano” (Chemin/Mura). Elas são divididas em dois grupos: lipossolúveis e hidrossolúveis.

Quando temos uma alimentação equilibrada e variada, conseguimos suprir praticamente todas as necessidades diárias de vitaminas. Mas é aí que vem o problema, será que estamos consumindo o suficiente?

E é justamente essa dúvida que leva muitas pessoas a suplementarem vitaminas, muitas vezes, sem necessidade. Por que? Por ser mais prático! Muitas pessoas não procuram orientação profissional para saber se sua alimentação está correta, simples assim. Preferem se auto suplementar e não conseguem entender o risco que estão correndo.

Acha que estou exagerando? Faça um teste então! Da próxima vez que for a uma farmácia, compare as informações nutricionais de 3 complexos vitamínicos diferentes e veja a quantidade de cada vitamina que ele contém. Para uma mesma vitamina, você pode encontrar quantidades que variam de 50 a 700 % das recomendações diárias, e este é o momento que você deve se perguntar, qual está correto?

É exatamente este ponto que eu gostaria de chegar. Apenas um profissional médico ou nutricionista, que avaliou sua alimentação e através de sintomas e exames pode constatar a deficiência de alguma vitamina é que pode indicar a suplementação adequada para você. E nem sempre existe uma fórmula pronta para isso, muitas vezes é necessário manipular a quantidade necessária para suprir a sua necessidade específica.

Ainda não se convenceu? Vou listar então alguns problemas decorrentes do consumo excessivo de 3 vitaminas, apenas para você entender sobre os riscos:

Vitamina C: seu excesso pode levar a formação de cálculos renais, distúrbios gastrintestinais e incômodos na bexiga devido ao excesso de acidificação da urina.

Vitamina E: seu excesso pode causar alterações na coagulação sanguínea, distúrbios gastrintestinais, dor de cabeça crônica.

Vitamina A: por ser solúvel em gordura, eliminar seu excesso é muito difícil. Ele pode causar  náusea, icterícia, irritabilidade, perda de apetite, vômito, visão turva, dor muscular e abdominal, confusão mental e outros sintomas.

 

Esses são poucos exemplos dentre os vários que poderia citar aqui sobre o consumo excessivo de vitaminas. Para evitar problemas, basta fazer o consumo consciente e realizar a suplementação de vitaminas apenas após orientação de médico ou nutricionista.

 

Espero que tenha ajudado a entender a importância de um consumo adequado!

 

Um beijo, e até amanhã!

 

Deixe uma resposta