Adoçantes: quando consumir?

Hey Sweety!!

É possível encontrar no mercado várias opções diferentes de adoçantes, mas qual a diferença deles? E será que fazem algum mal para saúde? Posso consumir a vontade, já que não tem calorias? Hoje vamos tirar todas essas dúvidas.

Os adoçantes, também conhecidos como educorantes, são substancias naturais ou artificiais, com baixo valor calórico, usado para substituir o açúcar e conferir sabor doce aos alimentos. É bastante usado na indústria de alimentos e também em dietas com restrição de açúcar, principalmente em indivíduos diabéticos.

O adoçante natural mais popular é o Esteviosídeos, conhecido como Stévia. É extraído de uma planta chamada Stevia rebaudiana Bertoni e tem poder adoçante de 30 a 400 vezes maior que o do açúcar de mesa. Apesar de estar se tornado mais popular por ser de origem natural e não causar males a saúde, possui sabor característico, porém suave, sem atrapalhar o sabor original do alimento.

Stevia rebaudiana Bertoni
Stevia rebaudiana Bertoni

Já os adoçantes artificiais são usados há muito tempo e se tornaram muito baratos e de fácil acesso. De modo geral, não são metabolizados pelo nosso corpo, por isso deve ser evitado o consumo excessivo, principalmente por indivíduos que não tem necessidade de consumir esse tipo de produto, que é destinado principalmente aos diabéticos, que devem fazer restrição do consumo de açúcar.

Os mais comuns são o aspartame, que tem poder adoçante 200 vezes maior que o açúcar de mesa é o único que pode ser usado em preparações que vão ao fogo ou ao forno, a sacarina e o ciclamato de sódio com poder adoçante 500 vezes maior que o açúcar. Dentre os adoçantes artificiais, podemos citar também a sucralose, que é a molécula de açúcar modificada, com poder adoçante 600 vezes maior que o açúcar.

Devido esse grande poder adoçante que todos os educorantes têm, é necessária uma pequena quantidade para adoçar o produto. Inclusive, se usado em grandes quantidades, pode aumentar aquele sabor residual característico do adoçante. A quantidade a ser usada está sempre indicada na embalagem do produto e varia de acordo com o tipo de adoçante. Lembrando os produtos diet, light e zero que vemos no mercado em sua maioria usam o adoçante artificial para conferir o sabor doce.

O uso de adoçante deve ser controlado. Pessoas que podem consumir açúcar, mas desejam fazer restrição calórica para perda ou manutenção do peso devem reduzir o consumo do açúcar comum, podendo inclusive fazer escolhas mais saudáveis dentre os açucares disponíveis no mercado, como já falamos aqui. Se preferir ou precisar consumir adoçante, de preferência a sucralose que é de fonte natural.

Um beijo, e até amanhã!

Deixe uma resposta